Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2013

Doce Querer...

Quero ser...
Tua noite sem fim.
Teu secreto desejo realizado.
Teu beijo doado, sentido.
Teu abraço ofertado,amado.

Quero ser...
Teu acalanto na hora da dor.
Teu dia de sol morninho.
Tua relva de descanso.
Teu pousar de olhos apaixonados.

Quero ser...
A hora da chegada.
O momento de saudade.
A loucura do nosso amor.
A esperança do amanhã.

Quero ser...
Fonte do teu desejo inesgotável.
Repouso dos teus sonhos vividos.
Sentidos,sentimentos...
Amor...
Único amor!!!

Grito...

Na música que não toca na noite silenciosa...
Único verso solitário sem acordes ou ritmos
Ecoar no tempo que não desata
Intranquilidade do amor que queima na alma...
Silêncio das palavras que não foram ditas
Gritar do silêncio que foi sentido
Encontro dos lábios sedentos um do outro
Beijos, desejos...vontades.
Calar da noite que não adormece o coração dos apaixonados
Naufrágio de emoções, sensações...silêncio.
Saudade perdida...nunca vivida
Terremoto de sentimentos...
Dentro de mim.
Submersa na dúvida, encolhida em mim
Guardada de mim.
Queimar de todas as palavras que ainda virão
Derreter de todos os beijos, abraços...
Que ainda serão dados
Entardecer de todos os amantes que ainda se encontrarão
Amanhecer de todos os desconhecidos que ainda se amarão...
Algazarra de pedra nos ouvidos dos calados
Túmulo ardente de vida que não é sentida
Renascer de pessoas, torpes...vazias
Devoradas em vida por seus anseios, desejos, caprichos...
Morte e vida de todos nós...
Fênix que ressurge sempre após os vendavais
Reinventa…

Enganos...

Me engana com sua brincadeira torpe de fingir que diz a verdade.
A quem você pensa que engana?
Tolo!
Sei que pensa em mim, talvez não tanto quanto eu pense em você.
Mas pensa!
Decorastes meus horários...sabe de minha vida inteira.
Ainda sente quando estou triste.
E quer rir comigo quando estou feliz.
Por que não me olha nos olhos e diz o que sente?
Será que com essa atitude você deixará de ser homem?
Enganas a si próprio ao ficar em companhia que não é a minha.
E tenho certeza de uma coisa:
Ela não te completa como eu!
Você deveria ser mais humilde...
Assumir que rir comigo é sempre melhor.
Que quando sentes dor,é comigo que quer ficar abraçado.
Que ainda sente o calor das minhas mãos nas suas e o gosto do meu beijo de amor.
Moço tolo...
É o meu cheiro que você ainda sente.
É a minha voz que você ouve a lhe acordar.
É a MIM que você ainda procura escondido.
Como se eu não soubesse disso(risos)
Sentes medo de que?
De olhar nos meus olhos e dizer que me ama?
De segurar minhas mãos e dizer que errou e quer volt…

Voltar a Viver...

Recomeça um novo sonho.
Deixa-me apenas sonhar...
Preciso me reinventar em você!
Já não me importa o amanhã...
Se vou morrer de amor...
Ou de dor.
Quero adormecer no teu olhar e acordar na tua presença.
Quero te amar....e amar...
Mesmo que depois eu vá chorar.
Quero cantar pra você,gritar que te amo...
Sussurrar baixinho que te espero...
Mesmo que depois as palavras nem saiam mais.
Quero que ouça meu silêncio.
Que se perca em meus pensamentos...
Que o tempo se encarregue de nos fazer urgência.
Que nos sonhos e na dor...sejamos apenas um!
Que sejamos o abraço que não conforta.
As mãos unidas...vazias..repletas.
Ah...
Não me importo mais com o amanhã!
A vida se inicia hoje...
E é hoje que eu me reinvento.
Um vazio repleto de sentimentos..de confusões.
Um repleto transbordante de vazios sonoros.
Ah...
Apenas me deixe recomeçar.
Nada mais importa...
Te entrego minha alma cansada...para que faça dela...
Felicidade...
Hoje, nada mais.
Me deixa adormecer...
Me refazer...
Recomeçar...

E só assim, voltar a morrer!!!

Silêncio...

É no meu silêncio que te encontro...
É no meu silêncio que te espero...
Espera longa e demorada...
Tempo distante e sossegado.

Eternidade que se arrasta...
Relógio que não se move...
Espera dolorida...
No silêncio do meu falar.

É no meu silêncio que te grito...
Nome ecoado que o vento não leva...
Espera longa e demorada...
Sussurro sereno que não me encontra.

Não ouves meu chamado...
Não escuta o barulho incessante da minha alma...
Espera que não tem fim...
No silêncio do meu grito.

É no meu silêncio que te sinto...
És presença notada em todo meu ser...
Em minha alma, clamores e sentimentos...
Sentidos, ressentidos....vividos.

É no meu silêncio que te amo...
Com o amor mais límpido já sentido...
Criança que voltou a sorrir...
Sublime sentimento que redime.

É no Seu Silêncio que me encontro...
É no teu peito que faço morada...
É no teu sentir calado...
Que me sinto amada!!!

Menáge....

Eram amigas há tempos. Todos estranhavam que aqueles quatro sempre estivessem juntos.
Iam aos bares, festas, jogos de futebol, karaokês...
As duas amigas inseparáveis e seus namorados eram um quarteto estranho.
A ruiva alta e de pele bronzeada...Os seios fartos e os quadris largos.
Onde chegava era notada e sempre se orgulhara disso.
Ousava nos decotes e abusava das roupas curtas e justas. O namorado era o típico "nerd".
Branco, de óculos discretos, de postura sempre encolhida...
Ela não sabia exatamente o que vira nele, mas o amava imensamente. Cansara de namorar os fortões e sempre estar sozinha.
Ao menos, o namorado era inteligente e sempre estava com ela...fazia suas vontades e era bom no que ela mais gostava, o sexo.
Ele era sempre um furacão e depois que transavam, enquanto ela o olhava dormir, sempre pensava como ele conseguia ser tão bom no que fazia!
A amiga era uma morena discreta...de corpo mirrado, de feições doces e angelicais.
Sempre quieta, sempre despercebida...
Enquanto…