Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2014

Quebrou....

Ontem falando com uma amiga especial,cheguei a triste conclusão que amigos verdadeiros são complicados(literalmente)
Cada vez estamos mais nos distanciando das pessoas "reais" e embarcando num mundo onde as letras são a bola da vez.
E que ilusão acreditar que amigos podem acontecer assim.
Confesso que acreditei demais nisso , que tenho bons frutos dessa era virtual...mas há pessoas que não nasceram nem para ter amigos reais, muito menos, virtuais!
Pessoas egoístas, que sempre valorizaram o "eu", o que eu "eu tenho", o que "eu sou". 
Pessoas... que construíram a falsa imagem de "santa beatificada" e que não permitem de forma alguma, que essa imagem imaculada seja manchada de alguma forma.
Que se preocupam mais com essa "fama", do que com a dita amizade que prega e desprega.
Pessoas que se acham superiores e imunes a perversão.
Que simplesmente se afastam deste ou daquelas, porque correr de confusão faz parte do pacote "santo"…

Hoje....

Hoje é o dia de você me fazer feliz.
Agora é o momento certo,exato...de você me resgatar.
Não espere o amanhã..ou espere..talvez você volte a me amar novamente.
Grite que me ama...ou simplesmente diga baixinho que não pode viver sem mim.
Cante a nossa canção e erre a letra. Adoro quando você se perde ao ficar me olhando.
Seja ridículo, seja menino, seja tolo.
Me tire para dançar, me embale com teus braços, envolva meu corpo no seu e rodopie comigo pela rua deserta.
Me faça perder a hora, me tire do centro da minha segurança.
Me jogue na torrente nervosa dos sentimentos e me faça perder o foco.
Lance minhas certezas pelo ralo e me beije demoradamente.
Tire minha roupa de uma vez e me faça chegar atrasada ao trabalho.
Desfaça todos meus horários, minhas manias e me permita voltar a ser inconsequente outra vez!
Incendeie minha alma, congele o meu corpo colado no teu.
Fale besteiras e me faça gargalhar delas.
Aumente o volume do som quando tocar arrocha...e retire minha cara de espanto com um abraço ap…

Fã...

Sou fã da vida.
Adoro as pessoas que sempre andam com um sorriso nos lábios.
Pessoas que abraçam demorado...que ficam ali, ouvindo o coração uma da outra.
Pessoas...
Que mostram caminhos, que ajudam quando não se é preciso pedir.
Que apenas estão ali...naquele momento, naquele segundo de tempo onde a solidão quer entrar.
Sou fã da alegria. 
Espontânea...límpida..sincera.
Adoro as pessoas que passam por nós e desejam bom dia.
Pessoas que não fazem idéia do peso que nos tiram da alma quando cruzam nossa estrada..e por um minuto, nos olham tão profundo que curam...cicatrizam feridas.
Sou fã das noites de chuva.
Adoro os dias cinzas, quietos, barulhentos...sonoros!
Sou fã da música...que invade, toma...toca...apossa.
Toca nas veias...pulsa na lingua...
Vibra nos olhos..ou nos dedos que tamborilam a mesa sempre ocupada.
Sou fã das pessoas....
Simples, caladas, unidas.
Família, solidão..pessoas!
Que sentem, que choram, que sorriem, que gritam..que calam.
E não se calam.
Sou fã...

Ali...No Meu Canto...

Hoje queria entender meu tudo e meu nada.
Saber exatamente o que acontece dentro de mim..mas é tudo tão confuso, tão sem explicação...que prefiro me calar.
Ficar no meu tão idolatrado canto...sozinha, sem pensamentos.
Nunca desejei muito, mas ao mesmo tempo, quis demais.
Quis que me tratassem com respeito, com educação, com afeto.
Quis que eu fôsse a mãe perfeita, a pessoa amada, a amiga querida, a filha perfeita,a pessoa, somente a pessoa.
Quis uma família, quis companheirismo,quis cumplicidade,quis ser parte de alguma coisa, pedaço de alguém.
Coisas banais, coisas triviais.
Quis sorrir mais, quis me divertir mais.
Mas lamento chegar hoje e perceber que gastei tempo demais, cuidando de quem não merecia, abrindo mão de quem eu era, pelo que outros pensariam ou falariam.
Perdi minha identidade quando me anulei. Quando deixei de ouvir som alto porque incomodava.
Quando não pude expressar minha opinião, porque sempre era criticada.
Deixei de ser eu, quando deixei que minha vida passasse pras mãos …