Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2015

Feliz Novo Ano!!!

Inexplicável...

E ele chegou. Com a fome estampada no corpo.  Só de olhá-lo, podia sentir o desejo saltando em cada veia... Dele, da carne que fazia volume na bermuda. Mordi a boca em desespero. Minha boceta deu sinais de querer. Eu me segurei, me apertei. O vi chegar mansinho...a camisa aberta, a bermuda... Ele me pegou. Do jeito que só ele conseguia fazer. Um enlaçar na cintura e a boca encaixada na minha com imperfeição. Seus dentes, sua língua. Cada centímetro da minha boca era dele...e eu me aventurei no céu que se estendia em imensidão nos seus lábios. Suas mãos me acariciavam a carne em chamas. Cada pedacinho meu era explorado pelos seus dedos ágeis. Os bicos dos meus seios incomodavam minha blusa...e ele percebeu. Num golpe certeiro a tirou... e sua boca encontrou caminho incerto. Seus dentes me machucavam a carne branca...e eu gemia alto. Puxava os bicos com força, brincava com a ponta da língua...e minhas mãos encontraram seu pau por cima da bermuda larga. Eu apertei...massageei...pedi. O libertei! A ponta dos …

Citação...

Nunca Conseguiu...

Nessa brincadeira estranha de viver, eu só concluí que fui um grande erro. Falhei. Falhei em ser filha. Ser mãe. Falhei em ser amiga. Ser irmã. Falhei em ser esposa.Ser amante. Falhei em tudo. Falhei em existir. Falhei em ser humana.
Sou um grande erro, que talvez tenha merecido tudo que vivi...ou senti. Falhei. E agora, vou abraçar a solidão!!!

Então...é Natal!!!

Ho,ho,ho!! Feliz Natal!!!
Com certeza, Natal é minha época favorita do ano.  Amo as cores e paro em frente qualquer casa, por mais simples que seja, se esta tiver uma luzinha colorida. Me perco completamente, colhendo as cores, deixando os olhos arderem com essa mistura de alegria e enfeito a alma com pequenos pontos coloridos. E mesmo que Natal tenha se tornado apenas uma data comercial e de grandes bebedeiras e desperdício de comida, ainda prefiro acreditar que o Menino Jesus nasça no coração dos bons e dos inocentes. Eu acredito, pronto! Não estou a pessoa mais empolgada do mundo, mas estou aceitando tudo que o dia e a noite me trouxerem. E mesmo estando tão triste, irei sorrir. Não para agradar ninguém, mas porque sou assim...sempre acreditando que coisas boas acontecem a quem merece. Talvez eu mereça...eu só acho que mereço. Talvez hoje, a noite não seja tão feliz..como a que sonhei. Talvez eu não receba Feliz Natal de verdade. Talvez não ganhe um abraço sincero, um carinho real. Talvez... Já n…

Quanto Vale Uma Mentira??

Quanto vale uma mentira? Custaria ela uma vida, duas vidas? Outras mais?
Quanto vale um omitir? Um sorriso? Uma lágrima? Um sentir?
Quanto vale uma ofensa? Uma dor? Um assentir? Um morrer?
Sei as respostas destas perguntas e admito, hoje nem me pergunto mais se estou certa ou errada. Passei da fase do aceitar, para o tanto faz. Acabou e nada mudará isso. Talvez ontem eu tenha me perguntado tanto, mas tanto...que acabei desistindo e indo novamente, atrás de respostas.
E...decepcionei-me novamente. Mas concluí... Uma mentira vale uma vida. Com certeza, vale uma vida inteira. É como se todos os castelos feitos, refeitos, criados e sonhados fossem pelo chão num simples golpe de vento. Num dia de sol, onde nada podia dar errado, vem a sórdida mentira como um vendaval e destrói tudo. Por que mesmo que no fundo você já saiba a verdade, você ainda prefere acreditar nos olhos, nas juras de amor, no amor. É tudo tão óbvio, tão cru, tão nu...e mesmo assim, você sonha. E é pega numa tarde, sem motivos, com letras que…

Minto Mal...

Juras...Desejos...

"Só uma coisa me entristece... O beijo de amor que eu não roubei. A jura secreta que não fiz. A briga de amor que eu não causei...

Nada do que posso me alucina... Tanto quanto o que não fiz. Nada do que quero me suprime. Do que por não saber,que ainda não quis...
 Só uma palavra me devora... Aquela que meu coração não diz. Só o que me cega, o que me faz infeliz. É o brilho do olhar que eu não sofri...

Tento...

Deserto...Gelado!!!

Por um longo tempo eu tentei não te deixar ir... Nas incansáveis lutas diárias, brigas intermináveis, eu sempre voltei no final de tudo. Esquecia todas as diferenças gritantes, perdoava os erros mais tolos e infantis...esquecia no canto empoeirado, todas as palavras ditas e gritadas, lixo diário de um amor que perdeu o controle. Eu gritei tanto com você. Tentava te fazer entender o quanto era sofrido e desgastante para nós. Tentei em vão te fazer enxergar que mesmo que o mundo lá fora fosse tão atraente, era eu que estava ali...mesmo não precisando mais estar. Eu nunca havia desistido de nós. Por amor, por amar, por acreditar. Te abracei forte tantas vezes,mesmo com o coração destruído, só pra tentar te fazer entender que você estava perdido e precisava se encontrar. Tentei incontáveis vezes segurar tuas mãos e te fazer perceber que tudo iria ficar bem, mesmo no fundo, sabendo que não. Fiz planos, tantos planos pra nós. Os encontros, os beijos, os abraços...a casinha no sul. A lareira, o tapete…

O Fim...De Mim!!!

Enquanto a cidade dorme, traço rumos sem direção. Já não sei mais o que pensar ou o que sinto, na verdade. Faço perguntas, tantas perguntas que não terão respostas. Me questiono, puxo na memória. Onde eu errei? Poderia ter mudado algo em mim, tudo de nós? O médico disse algo que ficou guardado em mim... "é isso que você quer pra sua vida, hoje?" Eu só chorei. Não soube responder, por que meu coração dilacerado, já não batia mais. Eu pensei nos remédios que poderiam tirar a dor, toda a dor. Talvez se naquele momento de desespero eu tivesse tomado as incontáveis cartelas coloridas, eu não sentisse tanto minha alma sangrar. O frio das cartelas de metal nas minhas mãos...o chão gelado..e uma criança me olhando com olhos de tristeza. Onde o desespero tomou o lugar da sanidade. Onde a mulher vivida, deu lugar a menina que precisava sentir a dor na sua totalidade e ao mesmo tempo, fugir de tanta dor. Chorei. Fui covarde, não tomei os comprimidos. Me levantei, peguei a faca afiada na gaveta. Talvez u…

Sem Legenda...

 "Só vontade..."

Confuso Demais...

Está tudo tão confuso dentro de mim. Uma bagunça só com porta, sem saída. É uma dor que corrói a alma. Uma alma que já não navega em mim. É uma ausência de quem eu já não sinto mais. Uma presença que já não me prende mais. Um querer, do que já não preciso mais.
Está tudo tão confuso dentro de mim. Um anoitecer sem lua. Amanhecer sem sol. Tarde sem brisa. Um adormecer sem sono. Um despertar, sem vontade. Um eu...que não existe mais. Um alguém...que não viverá mais.
Está tudo tão confuso dentro de mim. É uma ilha solitária. Um andar entre a multidão, sem ninguém. É um olhar no infinito, sem ver nada. É...apenas é. Sem ser, sem estar, sem querer. Um não viver. Sempre morrer.
Está tudo tão confuso dentro de mim. Um deserto que não queima. Uma névoa que não dissipa. Uma tempestade sem raios. Uma fome do que não sacia. Uma sede do que não transborda. Um não mais nada... Um nada mais.
Está tudo tão confuso dentro de mim. Nada mais é sentido. Mais nada é vivido...
Está tudo tão confuso dentro de mim...
E tudo tão vazio!!!

TIAGO IORC - Amei Te Ver (Clipe Oficial)

Pirata...Obrigada!!

Pirata... Nessa noite de chuva, de dor... Você veio. Eu te chamei.
Você veio! E eu só consigo me lembrar do toque da sua estrela de Davi quando me abraçou. O metal gelado na minha pele...o calor do teu abraço.
Pirata... Como sinto sua falta. Como queria que ainda pudesse me responder em palavras, quando te pergunto. Como preciso de você. Dos seus conselhos..do seu riso, da sua voz.
Jack Sparrow...navega onde minha dor fez minha morada.
Não me deixe mais...

Vivendo...Desaprendendo...E Aprendendo!!!

Depois de um tempo de dor extrema, a gente acaba concluindo que aprendeu coisa demais. Que mesmo havendo tanta dor, é possível olhar a situação por outro ângulo(Georg sempre me dizia isso, olhe o problema por outro ângulo..não é só um lado que ele tem)...E ele estava certo, como sempre. Mesmo tendo descoberto que o amor é dor, que o amor e dor andam de mãos atadas, é bem possível ter aprendido algo. Aprendi que mentiras destroem a alma de quem a vive, mas que destrói a alma mais ainda, de quem a pratica diariamente. Que você pode até se enganar no começo, fingir que acredita nesse ou outro fator, mas com o passar dos danos, ops, anos...esse fingir se torna tão pouco, tão baixo..que você simplesmente se permite jogar na cara que não acreditou e pronto! Você descobre que o príncipe perfeito, de olhos negros, boca carnuda, gominhos na barriga e pintinhas pelo corpo, é possivelmente, um belo de um sapo verde e desajeitado. Que não há mais contos de fadas em pleno século XXI. E que o raio do cav…

Pedacinhos..

Pequenos Fragmentos...

"Quando tudo que eu mais queria era estar com ele... Dia a dia, ele me deu motivos para eu estar com outro..."

Lamento...

Acabou. Tal qual o fim eminente que sempre foi pregado e estipulado pelo silêncio que não ouvíamos. Acabou. Nosso "pra sempre" chegou ao fim. Final de uma história que nem deveria ter começado. Não lhe desejo mal algum. Que você encontre nessa sua vida de egoísmo e fugas,alguém que te ame como eu te amei. Ou se conseguir, só encontre alguém que te ame.  Pouco ou até mais do que consegui. Alguém que suporte suas neuras e crises de inferioridade. Alguém que aguente suas manias chatas e teu egoísmo latente. Que alguém suporte ser a última opção ou o resto do que sobrar do seu precioso tempo. Que você encontre alguém que finja melhor do que eu fingi,aguentar suas frescuras. Alguém que se cale o tempo todo e que não tenha opinião. Porque pra você, sempre foi só a sua palavra que valia algo. Que você encontre alguém que seja muda e obediente. Porque pobre dessa alma se ela resolver opinar ou contrariar você. Terá que ter mais paciência ainda para aguentar as putarias do moleque mimado e playboy.

Suspiros...

Angela...

Angela... Dos sonhos desfeitos. Das tempestades que nunca cessam. Anjo. Menina quando sonha. Mulher quando coloca os pés no chão.

Angela... Dos planos incoerentes. Do sol nos fins de tarde, olhos fechados.
Da chuva diária, garoa que não para. Demônio. Mulher quando ama. Menina quando acredita no amor.

Angela... Do sorriso metalizado. Da seriedade que os olhos carregam. Anjo, doce anjo. Menina quando se imagina. Mulher que se enxerga.

Angela... Do abraço fraterno, incerto. Do ouvir que nunca reclama. Demônio,astuta criatura. Mulher quando seduz. Menina que vive perdida.

Angela... Da pele marcada. Das letras que adornam. Do fechar de olhos a todo momento. Dos pesadelos e medos. Menina que ainda vive. Mulher que já aceitou o fim.

Angela... Sem Janeiros, com blues. Com rock, sem pop. Da guitarra e do violão. Do piano e do saxofone. Mulher da música que nunca toca. Menina dos sons que não a tocam.

Angela... Guerreira permanente. Das batalhas diárias que nunca tem fim. Pimenta e mel. Doce e amargo. Da boca que se cala a todo momento.