Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2017

A Dor de Envelhecer...

Tiraram meu teto. Desfizeram meu chão. Destruíram minhas paredes. Quebraram minhas imagens. Sumiram com minhas lembranças. Não me deixaram chorar a morte. Queimaram minha dor. Roubaram meu colchão. Não pude reclamar. Não pude pedir. Não pude decidir. Minha vida já não me pertencia. Já não era mais dona das minhas vontades. Uma vida toda, zelando por todos... E terminei assim, jogada de canto em canto. Sofrendo a dor de não ter um lar. Escondendo dentro de mim, o vazio de uma vida que deixei para trás. Fui mãe, esposa, amiga, companheira, avó. Fui abraço magrinho, beijo molhado. Fui carinho sem cobrança. Dei amor, recebi amor. Fui amada e amo. Mas me tiraram o que eu tinha. Quando eu mais precisava de um chão, a ganância gritou mais alto. Jogaram minha vida num baú e de casa em casa, eu fui sendo colocada. Quantas e quantas vezes, acordei sem saber onde estava. Pedindo ajuda, buscando socorro. E vendo os poucos que tinham lucidez, me vendo sofrer sem poder fazer nada. Estavam também de mãos atadas, pela covardia …

Tão Lindo...

Chegou tão lindo. Trazendo nos olhos a inocência, pureza de sentimentos. Tímido, bobo. Com medo de tudo, com vergonha de todos. O garoto perdido e solitário. Encanto instantâneo. Amor nascendo. Crescendo. Trazia nos olhos a tristeza da vida. Carregava no piscar, a incerteza do amanhã. Sempre nas poucas palavras. Se escondendo, se esquivando. Não sendo. Tão lindo. Tão puro. Pouco a pouco, fui me chegando. Quebrando os muros, derrubando as paredes. Me fazendo existir. Buscando naqueles olhos, forças para viver. Sonhei. Idealizei. Me permiti estar na vida dele. Quis estar nos braços dele. E consegui. Por um tempo...curto tempo. Segurei suas mãos, abraçamos o mundo. Beijei seus lábios, imaginamos um futuro. Abracei seu corpo, esqueci da realidade. Ah...errei. Mesmo sabendo que era impossível, amei. Mesmo sabendo que não duraria, me entreguei. Buscando em você, a certeza que não teria. Mentindo a mim mesma que duraria. Mas não durou. Você era somente um viajante sem destino. E eu sabia. A cada dia que passava, te via mais di…

Celebrar...

Hoje eu celebro. Celebro todas as vezes que você não falou comigo. Nas intermináveis conversas bobas e sem sentido, que nunca tivemos. Celebro os diálogos que nunca tivemos e as promessas que não fizemos em nunca deixar de falar um ao outro o que não estava bom.
Hoje eu celebro. Celebro as vezes que você não foi sincero comigo. Nas incontáveis vezes que não mentiu e nem se escondeu em respostas que nunca quis dar. Celebro as verdades que você nunca me contou, nas vezes que nunca me disse que eu já sabia de tudo.
Hoje eu celebro. Celebro todas as vezes que você não sumiu por dias inteiros e finais de semana também. Celebro as historinhas que você nunca inventou  para tentar se justificar e celebro mais ainda, as vezes que eu não fingi acreditar.
Hoje eu celebro. Celebro todos os "bom dia" que você nunca me deu. Nem os "boa tarde" e muito menos, os "boa noite" que você nunca falou.
Hoje eu celebro. Celebro todos os dias que não me senti sozinha e desamparada. E também …

Foi...e Irremediavelmente, ainda é...

Era amor? Não. É amor!
Não o amor que li nos inúmeros livros de romances adocicados e melosos. O amor perfeito, onde o casal sempre termina em beijinhos amorosos e abraços aconchegantes. Não o amor perfeitinho e repleto de coraçõezinhos saltitantes. Mas era amor. Desde o primeiro instante até o último adeus. Um amor diferente de tudo que se via e afirmo eu, se verá. Era um amor desesperado,urgente. Um desejar estar perto do outro de todos os jeitos. Sem distância, sem demora, com pressa. Uma sede que não tinha fim. Uma fome que nada saciava. Um ciúmes doentio de ambos. Imperfeito amor. De incontáveis defeitos e não declarações. De intermináveis brigas e demoradas voltas. Um amor ao contrário, do contra. Idades, distâncias... Jeitos, modos... Metas, planos. Furacão e tempestade. Tudo junto e não misturado. Um do dia, outro da noite. Um das palavras, outro do silêncio. Um do sentir, outro do querer viver. Um amor com prazo de validade. Ambos sabiam, só não acreditavam. Era óbvio que não duraria. Era nítido que não s…

Um Outro Alguém...

E ele sorriu! Naquela fração de segundo que não voltará mais, eu olhei ele sorrir.  E me permiti sorrir também. Quando tudo estava perdido, ele chegou. Manso e calmo. Doce e terno. Engraçado e tolo. Eu que achava tudo perdido, me vi conversando. E pela primeira vez em anos, conversando com alguém que queria me ouvir. E que sensação! A cada frase que eu dizia, ele comentava. A cada filme que eu citava, ele opinava. Entre tantas músicas e papos sem noção, sorrimos. E o riso sincero, puro, sem cobranças. Falamos tanto que não vimos o tempo passar. Não nos demos conta de que a madrugava chegava e com isso, o cansaço ia aparecendo. Rimos. Sorrimos. E ele sorriu! Naquele sorriso sincero, eu me perdi. Eu esqueci por horas, a dor que me consumia. O quanto de tristeza havia em mim. Pela primeira vez em muitos anos, alguém se importou comigo. Alguém quis falar comigo. Saber de mim. Adormeci sorrindo. Acordei sorrindo. E hoje tenho a certeza lá no fundo da alma, que o tempo ruim está chegando ao fim. Que toda a dor e trist…

Seguindo...

Os dias vão passando lentamente. Hoje ao acordar, me dei conta de que já não pensei em você em primeiro lugar. Consegui me levantar e não te chamar em silêncio. Tomei meu café em paz, sem pensar se teria xingamentos e insultos. Abri a janela do quarto e já não deixei meus olhos vagarem no horizonte, perdidos olhos que me encantaram. O dia seguiu tranquilo. Nenhuma briga, nenhuma discussão boba. Nenhum palavrão. Consegui ver um filme inteiro sem que minha mente se desligasse da tela e te buscasse. Li muitas páginas de um livro ruim, sem que minha imaginação deixasse o cenário de luta e fosse em sua direção. É... Caminhei ouvindo minhas músicas no último volume, sem que meus olhos marejassem naquela que era a "nossa música". Já não esperei um "oi" seu. Já não me importei mais com a falta que antes meu corpo te chamava. Pude sentir de novo uma alegria tola em simplesmente, não sentir saudades. Em não esperar mais por alguém que no fundo, eu sabia que não viria mais. Já não me lembrei…

Trechinho...

"Famintos um do outro, como canibais...
Paixão e nada mais...
Paixão e nada mais...."

Olhos De Mentira...

Já não consigo mais olhar nos teus olhos. Engraçado como em tão pouco tempo, eles deixaram de ser "os meus olhos" perfeitos. Os mesmos olhos tristes que me encantavam, hoje trazem um vazio que dói, que amedronta. Onde foram parar os teus antigos olhos? Nublados pelas incontáveis mentiras, eu não percebia. Já não precisava mais virar o rosto para não me encarar, teus olhos já haviam se desfeito da ingenuidade, simplicidade e verdade. Eram agora, parte de você. Do homem que você se tornou. Se antes teus olhos me traziam paz, cuidado, amor, zelo e carinho...hoje me trazem... Nada! Não consigo mais te olhar e encontrar algo que esteja vivo dentro de você. Acredito eu, que você tenha mentido tanto que teus olhos se acostumaram a não trazer teus reais sentimentos à tona. Se tornaram também, grandes incógnitas sem vida. Se antes te olhava e me sentia a mulher mais protegida do mundo, hoje já sei que sou a menina mais iludida do mundo. Me deixei enganar por um par de olhos tão falsos, como você s…

N...(Trecho)

"...Seus lábios...
ainda estão molhando...
Os lábios meus...
Teu corpo ainda guarda...
O meu prazer..."

Eu Quero Você....

Subi os degraus do prédio um a um. Sem pressa...sedenta. A cada passo, minha respiração aumentando. Meu desejo gritando por baixo da pouca roupa que usava. Já havia estado ali uma vez.  Sabia da sua sala. Exatamente o local da sua mesa. Fui certeira. Começo de expediente. Todos meio sonolentos. Cruzei com algumas pessoas no corredor.  Sorri de lado. Flertei descaradamente. Te vi. Lentamente fui entrando. Você me olhou espantado. Mordi o lábio com força e gemi baixinho. Todos me olharam. Tirei o salto...e caminhei em sua direção. Você negou com a cabeça, meu coração disparou. Sem pensar, me abaixei na sua mesa... Lambi sua boca e te beijei. Ah...como te beijei. Engoli tua saliva devagar. Mordisquei teus lábios e sussurrei no teu ouvido. Senti você tremer e meu corpo se acendeu ainda mais. Mordi teu queixo...e dei a volta na mesa. Ali, naquele canto que era seu, eu estava. Sentei no teu colo...e senti tua ereção. Rebolei, mexi...e continuei a te beijar. Abri minha blusa...e supliquei teus lábios. Teus dentes na minh…

Mente...

Me surpreenda. Me acorde com um beijo. Se abrace no meu corpo descansado. Bagunça meu cabelo já bagunçado. Me beije demoradamente.
Me surpreenda. Faça amor comigo antes de ir pro trabalho. Me ame com todo carinho do mundo. Me faça me sentir única. Seja somente meu. Me ame inesperadamente.
Me surpreenda. Me mande mensagens no meio do dia. Sinta minha falta. Precise de mim. Me ligue. Fale de amor, me deseje. Me faça sorrir demoradamente.
Me surpreenda. Chegue sem avisar. Me enlace pela cintura. Beije minha nuca. Tire minha roupa. Se perca em mim. Minta que sou a única. Me iluda pretensiosamente.
Me surpreenda. Me abraça. Me beije. Me toque. Me ame. Me tenha. Me...
Mente!!!!


A Menina...

A menina precisa de um amor. Precisa se encontrar no coração de alguém. Precisa esquecer as dores do passado. Desilusões e solidão. A menina precisa encerrar seu ciclo de tristeza. Colocar na mala do tempo, todos os erros que fizeram com ela. O amor não correspondido. A presença não sentida. A indiferença dolorida. O tanto faz diário.
A mulher precisa recomeçar. Erguer a cabeça e ir de encontro à vida. Desapegar da prisão que foi seu ex-amor. Livrar-se das cobranças e acusações. Esquecer os palavrões, ofensas e vazios. Encaixotar no armário da vida, todas as dores. Todas as noites sozinha. Todos os dias abandonada. O não existir diário.
A menina precisa voltar a sonhar. Ser a princesa de um homem só. Encantar-se a todo momento no enlaçar das mãos. Ela precisa urgentemente estar perto de alguém. Ser alguém para alguém. Precisa ser o mundo de alguém. Precisa ter o mundo de alguém. A entrega diária.
A mulher precisa de um beijo apaixonado. Um abraço apertado. Precisa cuidar de alguém. Precisa ser cuidada por alguém. P…