Em você...

Em uma noite de inverno 
Você chegou de mansinho.
Tímido, calado...
Monólogo gritante.
Palavras silenciosas.
...E já se colocou em mim.

Transformou meus dias mornos
Em noites de espera frustrante.
Povoou meus mais torpes sonhos...
E fez da brincadeira,desejo.
Acolheu meus sonhos, adormeceu meu sorriso.

Fez versos, inversos...
Rimou sem conotação,sem pontos, vírgulas.
Sorriu e iluminou meus momentos cinzas.
Menino vergonhoso, tímido.
Eu brinquei.

Joguei poemas, poesias matreiras.
Fiz teu corpo se acender.
Gargalhei da tua vergonha, provoquei.
Letras devassas, meu querer.
Teu me querer, desejo.
Veio...

Meu anjo de ternura.
Demônio que me queima as entranhas.
Menino, moleque...
Homem, impuro.
Puto,meu.
Só meu!

Nos seus olhos, viajo.
Nos seus lábios, me perco.
Nos seus braços, me encontro...
Nos teus sonhos, me vejo.
No teu peito, adormeço.

Encontrei em você...
Motivos pra lutar, rotas a traçar.
Caminhos incertos a não serem trilhados.
É no seu amor que me encanto.
E é com você, que aprendi a amar.

E eu te amo!!!!
Perdidamente perdida, eu te amo.
Pelo tempo que ainda viver...

Eu te amo!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dona...

Quero!

É Amor...