Indecente...

É tarde da noite. 
A madrugada toma seu lugar e mesmo acabando de te deixar ir embora, tua presença ainda é forte em mim.
Me sinto na tua boca, na tua língua, nos teus dedos.
Ainda me vejo deitada naquela cama, na sua cama...onde tua boca, me devorou inteira e teus dedos percorreram caminhos que nunca sonhei existirem.
Me vejo chegando na tua casa, sendo abraçada por teu corpo quente e suave. Sendo envolvida por teus braços fortes, teu sorriso franco e tuas mãos inquietas.
Fecho os olhos e sinto teu gosto na minha boca,nessa boca dolorida por teus beijos insanos e doentios. Por tua fome incessante e gananciosa.
Viajo na lembrança do que aconteceu há poucos instantes.
Meu corpo frágil ainda está dolorido pelo apertar das tuas mãos em mim.
Subo a roupa e vejo as marcas vermelhas que fizeram minha carne queimar, a marca dos teus dedos nervosos e do teu desespero em me ter em você.
Meus seios ainda estão arrepiados, ainda sentem tua boca ávida, teu segurar firme.
Quando me deitastes de costas na tua cama e me preenchestes inteiro com todo teu eu, me senti tomada por um prazer que nunca havia sentido.
Quando me lambeu, me mordeu, me revirou na tua língua esfomeada, me vi perdida em mim mesma, sendo achada e devorada viva por tua fome indecente.
Contorci na tua boca, gozei na tua lingua incontáveis vezes.
Te fiz gozar em mim, inumeras vezes...
Ah meu amor, ao passar a mão sobre as marcas vermelhas no meu corpo, ainda te sinto aqui. 
Ainda sinto você dentro de mim, me amando e me fazendo a mulher mais especial do mundo inteiro.
Ainda sinto sua falta em mim...como também, sinto tua presença rija e intensa...pulsando a cada veia dentro desse meu corpo que ainda precisa do teu...
Respiro fundo...chamo teu nome baixinho...
Ouço a batida na porta...e te vejo sorrindo...trazendo também as marcas do meu fogo que nunca se apaga..
Vem pra mim outra vez...

Como se não tivesse nunca saído de dentro de mim...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dona...

Quero!

É Amor...