O Bem e o Mal

"Quando o sol bater na janela do teu quarto..."

E você acordar...
nada do que você deixou, existirá...além de escuridão.

Deus acordou bravo.
Resolveu mandar o sol só para os bons. 
Onde há bondade, há luz.
Onde há solidariedade, há luz.
Onde há o bem, há luz.
Só os bons herdaram as bondades de Deus.
Deus está muito bravo, de verdade, muito bravo.
Cansado também.
Por isso, você olhará lá para fora e não verá mais nada. Só o breu engolindo tudo.
Talvez este seja aquele momento exato de refletir.
"Onde será que foi que eu errei??"
Não merecia tamanho castigo. Já não posso ver mais meu carro na garagem, puxa, aquele carro que lutei tanto para conseguir e consegui, depois daquela promoção onde só tive que dedurar uns amigos para conseguir. Ah, coisa leve. Deus não ia se importar com isso.
Ou iria?
Já não consigo mais ver meus filhos brincando lá fora. Meus filhos tão amados nas redes sociais, onde eu fazia questão de colocar milhares de fotos com sorrisos, brincadeiras,passeios, artes. Mas quando a câmera do celular fechava, eu me trancava no meu mundinho escuro, onde nem sabia o que faziam na escola, quem eram seus amigos, onde iam, com quem estavam, como estavam.
Ah...Deus não teria se chateado com isso, teria?
Já não posso mais ver meus amigos, aqueles mesmos amigos que eu vivia dando desculpas(mentirosas) para não me sentar com eles nos bares da vida ou até nos bancos da igreja. Sei lá, muitas vezes senti tanta vergonha deles. Afinal não falavam baixo, não usavam roupas adequadas,não tinham mais minha idade, tinham seus corpos pintados, uns muito baixinhos, outros tão altos...eu nunca queria estar perto deles.
Sentia tanta vergonha.
Ah mas Deus tinha mais o que fazer né? Ele não iria dar atenção para minhas desculpas tolas.
Já não consigo mais ver as mãos que minha família me estendia sempre que eu precisava. Nas vezes que adoeci ou precisei de um favor, eles estavam ali. 
Mas e quando eles precisavam de mim, onde eu estava? Ocupada demais, com tempo de menos ou simplesmente com coisas melhores a fazer. Ah, mas eles entenderiam, afinal, eram minha família!
E Deus? Ah, deixa Deus fora disso. Ele não precisa se envolver com meus problemas familiares.
Já não ouço mais as pessoas me pedindo ajuda e eu negando.
Já não consigo mais ver meu irmão pensando em suicídio e eu fingindo que a vida é cor de rosa.
Já não enxergo mais a tristeza nos olhos de fome das crianças que eu sempre encontrava na pracinha do bairro.
Já não sinto mais o cheiro da morte rondando meus irmãos perdidos em drogas, álcool e solidão.
Já não reclamo mais de acordar cedo e dormir tarde.
Já não reclamo...
Só há escuridão.
Eu olho e não vejo.
Eu chamo e ninguém ouve.
Eu peço ajuda e ninguém me vê.
Eu tento me segurar em algo,mas não há mais nada.
Deus está muito bravo.
E me tirou a luz.
Me desespero. 
Há choro. Há dor. Há somente eu.
Eu perco o ar e prometo a Deus que vou melhorar.
Tento barganhar tudo com Ele, pedindo que me devolva a luz, que leve meus dentes, meu dinheiro do banco, minhas melhores roupas, meu arrependimento.

Eu acordo.
Com medo, abro os olhos. Há luz, tanta luz que por alguns segundos, fico cega.
Deus não me deixou. Ele está aqui, na luz e nas lágrimas salgadas que escorrem pelo meu rosto.
Ele já não está mais bravo.

Isso tudo te doeu? Isso tudo te feriu? Isso tudo te incomodou?
Eu espero que sim. Mesmo que não tenha escrito nenhuma letra a você, eu espero que você tenha refletido como eu refleti e que tente entender que Deus nunca nos abandona, ele entrega a luz ao pobre, ao rico, ao ladrão, ao benfeitor.
Ele é luz a todos, independente de quem você seja, do que você vista, de quem você é.
Vai chover amanhã. Pra mim e pra todos nós. 
Vai ter sol ardendo. Pra mim e pra todos nós.

Mas posso ser sincera???

Se eu conseguir ser melhor, a luz Dele brilhará ainda mais, dentro de mim!!!


Comentários